24 de agosto – Dia da Infância: Quais as principais vacinas que as crianças devem tomar

0

 

Mesmo durante a pandemia, os pais devem manter o calendário vacinal de seus filhos em dia, seguindo os protocolos de segurança, distanciamento social e higiene. Quando a criança é vacinada, ela produz anticorpos que conferem proteção a doenças causadas por vírus e bactérias. Quando aplicadas nas datas certas, são mais eficientes.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), adiar ou não fazer uma vacina, mesmo que por um breve período, pode aumentar a probabilidade de surtos e o número de doenças como sarampomeningitepneumonia, coqueluche, gripe (influenza), entre outras. No Brasil, as vacinas incluídas no calendário do Ministério da Saúde são disponíveis gratuitamente nos postos de saúde.

Durante toda a infância, do nascimento até adolescência, devem ser administradas diversas vacinas, incluindo doses de reforços. Logo ao nascimento, o recém-nascido deve tomar a BCG em dose única, que protege contra a tuberculose. Ela é aplicada no braço direito, deixando uma cicatriz para toda a vida. Outra vacina administrada ainda na maternidade é contra a hepatite B.

Aos dois, quatro e seis meses de vida vão ser aplicadas as vacinas pentavalente, a qual protege contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e as provocadas pela bactéria Haemophilus influenza e tipo b (meningite, pneumonia e sinusite). Também receberá VIP, uma vacina injetável contra a poliomielite; Pneumonócica, que previne pneumonia, otite, meningite e Rotavírus, oferecida pela boca e que previne contra a diarreia.

Aos três e cinco meses, a vacina contra meningite C será aplicada intramuscular. Como opção, oferecida apenas nas clínicas particulares, a vacina Meningocócica B e Meningite ACYW.

A partir dos seis meses, campanha de vacinação contra a gripe, sarampo e febre amarela. A partir de um ano: vacinas que previnem sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora, Hepatite A e reforços de vacinas já tomadas no primeiro ano de vida como pentavalente, pneumonia e meningites.

 457 total views,  2 views today

(Visitado34 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Daniela Piotto

Daniela Piotto

É médica pediatra e reumatologista pediatra, professora Afiliada e Visitante do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina/UNIFESP, Consultora em Pediatria do Grupo Fleury, possui Doutorado (PhD) em Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria pela Universidade Federal de São Paulo, Títulos de Especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP, com atuação em Reumatologia Pediátrica pela Sociedade Brasileira de Reumatologia - SBR e faz parte da comissão científica da Sociedade Paulista de Reumatologia.
18-08-2020 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas