A Arquitetura Corporativa do “novo normal”

0

 

Muito se questiona sobre como as empresas devem se adaptar depois da quarentena: se vale a pena manter todos os colaboradores em home office, ou se o rodízio entre o escritório/casa é mais vantajoso devido aos serviços que exigem uma reunião de toda a equipe.

No fim não existe uma regra, pois essa decisão ficará por conta do tamanho da estrutura da empresa, e do serviço que ela oferece. Empresas do ramo de tecnologia por exemplo possuem mais facilidade em manter toda a equipe em casa, pois boa parte do serviço é totalmente online (muitas estão até percebendo que a presença do colaborador 08 horas por dia dentro do escritório não é tão importante assim).

Mas e quando se fala de espaço de trabalho? Como a arquitetura corporativa irá se adaptar a essa nova realidade? Independente da escolha de modalidade de trabalho, o espaço de trabalho sofrerá diversas mudanças, visto que o colaborador que ficava 08 horas sentado numa mesa junto com 06 pessoas hoje talvez nem tenha mais uma mesa só dele. Existe uma grande tendência em grandes escritórios de que a área operacional (ou open space) adote agora um sistema onde o colaborador chega, escolhe um local onde se sinta confortável para trabalhar (podendo ser áreas de descompressão, lounge etc) e no dia seguinte ele nem trabalhe no mesmo local no escritório. Em resumo: boa parte da equipe agirá como o antigo colaborador externo (ou volante), que passava parte do dia na rua e não tinha um lugar fixo no escritório.

E em pequenos escritórios, como isso se aplica? Não é porque sua empresa ou sala comercial é pequena que você é obrigado a passar toda sua equipe para o home office. Desde que as medidas de distanciamento e higienização sejam respeitadas, é possível manter sua equipe no escritório como antes (talvez seja necessário fazer algumas adaptações no layout da sala por conta das recomendações de saúde).

E quais outras adaptações podem ser feitas?

Investir em comunicação visual dentro do escritório: indicando locais de totem de higienização, sentidos de circulação, orientações de como lavar as mãos nos lavatórios;

Mobiliário adaptado para escritório: painéis divisores entre os colaboradores, largura maior para as mesas etc;

Manutenção nos filtros de ar condicionado: limpeza periódica e verificação de qualidade do ar, para reduzir preocupações relacionadas à possível transmissão do vírus no ambiente.

Apesar dessa pandemia ter pego todos de surpresa devemos ter a consciência de que o espaço corporativo não será o mesmo de antes. Empresas que se preocupam com a questão sanitária e com a flexibilidade de trabalho serão as mais procuradas tanto pelos futuros colaboradores quanto pelos clientes, pois esta provavelmente será a nova tendência do mercado.

 1,388 total views,  2 views today

(Visitado25 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Pedro Juvenal

Pedro Juvenal

Arquiteto e Urbanista formado pela Universidade Estácio de Sá, e trabalha na construção civil a mais de 07 anos. Atualmente é responsável pelo escritório PJ Arquitetura e Design que trabalha com foco na área de Arquitetura Corporativa, criando soluções que potencializam a produtividade e eficiência nos ambientes de trabalho.
09-07-2020 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas