Como fazer uma contratação remota assertiva

0

 

Já faz um tempo que o recrutamento remoto vem sendo feito, mas foi intensificado agora em tempos de pandemia e se tornou mais simples, rápido e de menor custo e vem sendo praticado em substituição às maneiras tradicionais de fazer recrutamento e seleção.

O recrutamento remoto é feito basicamente através da tecnologia, usando softwares, plataformas, sites, formulários, e-mails, dentre outros.

As contratações assertivas precisam ter o foco no recrutamento e seleção de novos talentos para a empresa, com vistas ao alcance de melhores resultados. Assim, é preciso dedicação de tempo para o planejamento do processo, ou seja, quais meios o recrutador utilizará para a seleção, como serão divulgadas as vagas, quais as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) necessárias para a posição, qual o tempo disponível entre o recrutamento e a contratação, como serão feitas as análises, quais os critérios, que gestores serão envolvidos,  quais as etapas do recrutamento e seleção até a contratação, incluindo as entrevistas, se haverá necessidade de parceiros ou fornecedores etc. É fundamental estabelecer prazos de início e término de cada etapa do processo, o famoso 5W1H, principal ferramenta de planejamento usada pelas organizações, que significa as palavras em inglês What (o que/ação), Who (quem/responsáveis), When (quando/prazo), Where (onde/local), Why (por quê/finalidade) e How (como/recursos).

O recrutamento remoto tem como principal desvantagem o distanciamento entre recrutador e recrutados, o que pode tornar o processo menos humanizado. Porém, há diversas vantagens que suplantam as desvantagens, como, por exemplo, excelente custo/benefício, agilidade no processo, grande visibilidade e alcance, divulgações e candidaturas dinâmicas e atualizadas, maior acessibilidade de pessoas de outras cidades, estados ou países.

A área de Recursos Humanos nas organizações deve ficar atenta ao número ideal de candidatos, uma vez que o recrutamento remoto pode atrair um número exagerado, dificultando o processo e gerando muito trabalho desnecessário. Os filtros são essenciais para evitar que candidatos que não têm o perfil da vaga se inscrevam. Além disso, o RH deve avaliar se o recrutamento remoto é o meio ideal para atrair os funcionários adequados às necessidades da empresa.

Uma contratação assertiva passa, obrigatoriamente, por um processo de recrutamento e seleção bem feito. É importante as empresas utilizarem as tecnologias a seu favor, tendo isso como um diferencial para identificar e contratar os talentos desejados, o que contribui com o crescimento e melhores resultados da organização.

 27,547 total views,  4 views today

(Visitado22 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Dilza Taranto
Dilza Taranto é Consultora de Recursos Humano, especialista em Gestão de pessoas, carreira e liderança. É mestre em Sistema de Gestão Integrada pela Universidade Federal Fluminense – UFF, possui MBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas – FGV/RJ, é Pedagoga pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé – FAFIMA e tem 35 anos de experiência na área de RH, dos quais 20 atuou como Gestora de Recursos Humanos nos diversos segmentos da Petrobras. Além disso é Master Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching. Foi coordenadora e professora do Curso Politécnico de Recursos Humanos da Universidade Estácio de Sá, em Macaé e da disciplina Gestão de Pessoas no MBA em Gestão da Indústria de Petróleo e Gás da FGV/RJ. Participou de diversos Congressos, Seminários, e Treinamentos na área de Liderança, destacando-se Business Strategy for HR Leaders – INSEAD – Fontainebleau – França. Acesse o site: http://dilzataranto.com ou siga as redes sociais: Facebook: @dilzatarantocoach e Instagram: @DilzaTaranto.
30-06-2020 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas