Dez anos, um panorama diferente

0

Ilustração: Bel Andrade Lima.

 

Quando era criança, lembro de estudar as possíveis consequências dos atos dos seres humanos no meio ambiente, recordo dos professores mencionando que, se continuássemos com aquele excesso de produção de lixo, poderíamos prejudicar a natureza. Além disso, nos ensinavam sobre como a poluição poderia afetar as calotas polares e também os peixes nos oceanos, pois esses mesmos peixes iriam consumir um elevado número de resíduos plásticos. Entretanto, não sei por qual motivo, esses cenários sempre pareceram muito distantes da minha realidade. Infelizmente, apenas hoje percebo a importância daquelas aulinhas que não levávamos tão a sério assim.

Nas últimas semanas, foi lançado o desafio de dez anos, no qual você posta uma foto antiga sua e uma atual. Inúmeras pessoas aderiram ao movimento. Entre elas, todas as ONGs de apoio ambiental. Foi nesse momento que me assustei ao ver um urso polar, grande e majestoso, com a pelagem branca e linda, bem tipo daqueles de filme, em uma foto de 2009, e, ao lado, observei um urso todo magrinho, de aparência faminta, sujo, triste, em uma fotografia de 2019.

Nós estamos sempre tão focados no prático, em usar descartáveis para não lavar a louça, em utilizar sacolas do supermercado porque é mais fácil que levar a sua. Queremos sempre a praticidade e esquecemos que todas as nossas ações estão gerando uma reação muito desagradável no mundo que, muitas vezes, é irreversível.

Diante disso, o que fazer? A partir de amanhã, eu não uso mais sacola plástica, é isso? Não, não é tão simples. Esse é somente o início. Nós somos os maiores causadores de poluição, devido ao consumo exacerbado de absolutamente tudo. Vamos à farmácia e compramos um chicletinho, vamos às lojas de roupas (comprar coisas que já temos) e voltamos com outras mil que não precisávamos, e ainda tentamos nos convencer de que “é só uma blusinha”. Além disso, até mesmo vamos aos supermercados e nos deixamos levar pelas imensas prateleiras coloridas e pela fome momentânea e levamos para casa mais do que o necessário.

Penso que 2019 deveria ser um ano de reflexão, sobre nós, nossos atos, atitudes e comportamentos. E aí pergunto: você está de fato satisfeito com todo esse lixo que vem gerando sem ao menos perceber? Sim? Te desafio a reparar no lixo todo que produz nesse próximo mês, depois a gente conversa se você realmente está feliz com essas atitudes. Posso afirmar que eu não estou. Por isso, venho lutando todos os dias para diminuir todo o lixo que produzo.

Se cada um fizer sua parte, quem sabe a gente não se une e muda o rumo do planeta?

 

 

 

415 total views, 2 views today

(Visitado33 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Marcela Abdalla
Marcela é uma estilista de noivas especializada em noivas diferenciadas e não tradicionais. Seu trabalho é focado em sustentabilidade, é 100% feito no Brasil e feito à mão. A produção do vestido de noiva do MEECK Atelie é focada no conceito de “não resíduos” e de total aproveitamento dos tecidos. Além de utilizar alguns dos R`s do conceito da Economia Circular como os de reduzir os resíduos, reaproveitar os tecidos, reciclar vestidos que não eram usados e repensar o desperdício de matérias-primas.
05-02-2019 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas