Atividade física x Movimento

0
Foto: divulgação

Foto: divulgação

Hoje, falaremos sobre o universo dos movimentos e como ele está relacionado a todos os aspectos da vida. Quando falamos em movimento, pensamos logo em andar, correr, em algum esporte, dança ou algum tipo de treinamento para melhorar o condicionamento físico. Correto, o movimento é usado, mas será que esta atividade será o suficiente para manter todos os muitos graus de movimento de todas as articulações do seu corpo?

É muito comum vermos chegarem ao consultório pessoas não desportistas mais saudáveis ortopedicamente e reumatologicamente do que esportistas. O simples fato de não serem praticantes de esportes muito ativos faz com que o corpo sinta menos desgaste degenerativo articular, o que influencia positivamente na função dos músculos e nervos que contribuem para vários processos fisiológicos. Entre esses processos, estão: a circulação sanguínea e produção hormonal, que se tornam mais estimuladas através da contração muscular mais eficiente, e vários aspectos que a preservação da integridade articular, ligamentar e muscular, influenciam na manutenção da saúde.

Todos os músculos da sua perna funcionam/contraem quando você corre ou faz alguma atividade com elas? Para saber disso, verifique se seu quadril gira 90º para dentro. Se seu calcanhar encosta no glúteo, se você consegue levantar todo o pé do chão quando em pé e somente com o tornozelo apoiado, e se sua lombar e sua bacia movem corretamente tentando elevar uma das pernas por vez a 45 graus, de barriga para baixo.

Existem muitos testes que podem revelar como andam os movimentos do seu corpo, estes são alguns. Um exemplo de movimento relacionado ao desenvolvimento é quando um jovem quebra algum osso e a região fica imobilizada e o braço atrofia, mesmo tendo uma massa muscular consistente, pois não move. É exatamente isso o que acontece com os idosos. As articulações, conforme desgastam, devido principalmente aos maus hábitos posturais e adaptações protetivas, impedem que os músculos trabalhem livremente e atrofiam, esta é a principal causa da perda de massa muscular na terceira idade. Se algum movimento estiver reduzido, algumas fibras de seus músculos estão inativas, deixando a região frágil e dando mais trabalho para os ativos. Isso vale para todos os movimentos e micromovimentos humanos.

O ser humano possui mais de 200 articulações, entre as quais pelos menos 100 são muito móveis. Portanto, se você perde 5% de movimento de cada articulação, o que é pouco e não costuma gerar problema algum, você tem 500% menos de trabalho muscular, se somadas todas as articulações. Pessoas com dores chegam a ter mais de 50% do movimento articular perdido, influenciando diretamente na função circulatória, visceral e cerebral, pois todas as regiões estão ligadas no cérebro através dos nervos, que param de enviar estímulos e ficam inativos quando não são estimulados. E como ativar os movimentos perdidos? O ideal é fazer uma avaliação para saber em que nível começar e quais são as melhores técnicas e exercícios de acordo com cada condição. O trabalho do quiropraxista é de devolver o movimento anormal articular.

 

613 total views, 1 views today

(Visitado58 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Lucas Rech

Lucas Rech

Lucas Rech: quiropraxista, especialista em coluna, graduou-se em Quiropraxia na FEEVALE (Federação de Estabelecimentos de Ensino Superior em Novo Hamburgo) em Porto Alegre – RS e formou-se em Dez/2007. Logo após, fez a extensão de seu curso na Universidade de Palmer College nos Estados Unidos (EUA), e pós-graduação em Biomecânica. SERVIÇO: O espaço físico da Casa da Coluna no Recreio fica localizado em: Rua Roberval Cordeiro de Farias, 310, sala 205. Telefone: (21) 3165-1568.
26-06-2017 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas