Abri meu próprio negócio e não deu certo: como fazer a diferença?

0
Photo via Visualhunt.com

Foto: Visualhunt.com

Depois de muito trabalho, esforço, dedicação e dinheiro investido, seu negócio não prosperou ou não está rendendo o que você esperava? Muita calma nessa hora. Isso não aconteceu somente com você.

Muitos empreendedores de sucesso já tiveram o mesmo problema que o seu e conseguiram fazer a diferença, ou seja, conseguiram se diferenciar e obtiveram sucesso em seus negócios. O que fez a diferença para os que falharam e depois venceram foi a atitude positiva que tomaram, observando e analisando as falhas ocorridas.
Somente aprendemos com o erro. O sucesso é péssimo professor, pois ele não nos estimula a usar as lições que aprendemos com as adversidades nem avaliar os fatores que determinaram o insucesso.

Quando essa situação adversa ocorre, quando tudo parece estar contra, é exatamente a hora em que o empreendedor encontra forças e perseverança para seguir em frente e tentar de novo. Mas, dessa vez, com muitos ensinamentos que serão necessários e determinantes para que não se cometa os mesmos erros.

Se você pretende continuar a empreender, apesar do insucesso ocorrido, vou falar sobre algumas práticas e detalhes que podem explicar por que o seu negócio não deu certo.

1. Reflita sobre o erro. Não esmoreça e acredite na sua ideia. Analise o erro e avalie o que poderia ter sido feito.

2. Faça uma lista de todas as situações que contribuíram para o fracasso do empreendimento. Reveja seu modelo de negócio e procure identificar o que deu errado.

3. Reveja sua estratégia de comunicação. Como você comunica seu negócio aos potenciais clientes? Utiliza adequadamente a rede social?

4. Estrutura de Custos. Reveja como você calcula os custos do negócio. Reveja também a estrutura de formação de preço.

5. Não se ancore nas tradições. Aquilo que deu certo no passado não garante o futuro. O dinamismo é uma exigência constante do mercado e é preciso continuamente aperfeiçoar os processos e inovar.

6. Preço é diferente de valor. O cliente não se decide unicamente por preço. Ele busca identificar o valor do que está adquirindo. Crie propostas de valor para seu cliente.

7. Não tenha empregados, tenha colaboradores. Trate seus colaboradores como tal e ouça suas ideias e sugestões. As boas ideias podem surgir de um deles e devem ser consideradas.

8. Cliente é o ponto focal do negócio. Tudo que você faz deve ser feito com o objetivo de atender seus clientes em suas diversas características (hábitos, preferências, necessidades, etc.). Analise e mapeie o perfil de seus clientes e crie propostas de valor endereçadas a essas características.

9. Converse com quem possa lhe ajudar. Clientes, fornecedores, colaboradores, outros empresários são elementos fundamentais para ajudá-lo a pensar soluções inovadoras que irão fazer a diferença e torná-lo diferenciado e competitivo.

10. Não repita erros. Se algo deu errado, analise a causa e não o efeito. Corrija a causa e evite repetir o erro.

Tente responder a você mesmo por que o seu negócio não deu certo. Você é única pessoa que pode fazer isso e é também o maior interessado na resposta.
Tente novamente e boa sorte!

12,146 total views, 1 views today

(Visitado103 vezes, 2 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Sérgio Dias

Sérgio Dias

Sergio Dias é economista com pós-graduação em gerência de projetos e especialização em administração de empresas; consultor de empresas, roteirista, palestrante e instrutor; sócio da Sdias Consultoria Ltda (fundada em 1999); prestador de serviços de consultoria no SEBRAE/RJ, nas áreas de gestão da inovação e planejamento estratégico. Sérgio Dias também é consultor e facilitador de cursos de inovação na FIRJAN e na ANPEI, além de ser vice-presidente da ASSESPRO-RJ.
26-12-2016 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas