Luciano Blackbrother fala sobre carreira, dança e televisão

0
luciano-interna cópia

Foto: divulgação

Aos 42, Luciano Blackbrother vive pelas artes. A dança fez dele professor e dono de escola. Caminhando para seu segundo ano na “Mr. Brau”, da Globo, ele declara seu amor pela dança.

O Baile Charme foi a forma de me expressar que casou certinho com o que eu sentia pela dança. A formação pelo Sindicato dos Profissionais de Dança do RJ me profissionalizou para que eu pudesse passar adiante o meu sentimento

Dançarino, músico, compositor e coreógrafo, Luciano Blackbrother, como é conhecido, participou da primeira temporada de Mr. Brau, minissérie da Rede Globo, e se prepara para voltar na segunda, encarnando novamente o percussionista Dagô. A fama, porém, veio antes como dançarino. Dono da escola de dança Artemforma Dança & Saúde, já há cinco anos no Recreio, o também professor arrasta multidões de alunos que desejam aprender com ele um pouquinho dessa arte. Na entrevista, Luciano revela como surgiu seu interesse pela dança e os motivos que o levaram a escolher o bairro, há 8 anos, também como seu lar.

Quando começou a dançar?
Desde pequeno, já me inclinava para dança. Lembro que, aos 11 anos, numa festa de aniversário, levei alguns desses discos pra ajudar no repertório da festa. Num desses “LPs” da época, tinha uma faixa de “Kool and The Gang” da Ladies Night, essa foi a música que fez com que eu começasse a me mexer.

E quando a dança virou profissão?
Frequentando esses bailes, acabei montando um grupo de dança, “The Black Brothers”, viramos sensação e chamamos a atenção de uma amiga, Deusa Dineris, que nos apresentou ao meu mentor Nino Giovanetti. Ele que me abriu as portas para o mercado profissional da dança, era o diretor do Sindicato dos Dançarinos na época, em 1990.

Em sua passagem pela série Mr. Brau, você atuou como percursionista, mas também teve algum momento que seu lado dançarino foi mais forte? Quando?
Como eu disse, música e dança sempre caminharam lado a lado comigo. Na Minissérie, toco a minha percussão dançando também (risos), as músicas são ótimas! Inclusive, a terceira temporada vai ao ar em maio e nela vocês me verão dançando!

Quais trabalhos você já fez como dançarino?
Nossa, foram muitos! Trabalhei com a cantora Fernanda Abreu durante 12 anos; participei do elenco da novela “Barriga de Aluguel” da TV Globo; lançamento nacional do filme “Men in Black” pela Sony Music; vencedor do quadro “Baladão dos Djs” no Domingão do Faustão; The Voice Brasil. Só não dá pra listar todos aqui!

Há quanto você mora no Recreio e por que resolveu morar aqui?
Moro no Recreio há 8 anos, trabalho aqui há mais de 12 anos. Adivinha quem me trouxe pra cá? A dança! Vim trabalhar numa escola no bairro e, como morava muito longe, com muito esforço vim para ficar mais próximo do trabalho.

Acredita que o bairro é um bom lugar para a prática de dança?

Acredito, sim. O bairro é bastante residencial e tem um potencial muito grande para a prática. Pensando nisso, aproveitei o convite para abrir uma escola de dança no bairro, a Artemforma Dança & Saúde, estamos chegando ao nosso quinto ano no mercado.

Rapidinhas:
Quais os seus ídolos na área?
Michael Jackson. Essa é a referência de dança que tenho.

Qual a importância da dança na sua vida?

Impossível seria viver sem fazer isto. Seria uma pessoa extremamente infeliz. Pela dança, consigo me expressar, passar mensagens e fazer pessoas felizes.

Quais os lugares que você indica para quem deseja sair para dançar na região?
Minha academia, claro! É um dos melhores e aconchegantes lugares para se dançar e aliviar o stress do dia a dia. Lá, tenho modalidades para crianças e adultos que querem praticar ou ser felizes dançando.

Quais aulas você ministra?
Dou aulas de Hip-hop para crianças, adolescentes e adultos, e criei uma aula exclusiva para as mães desses alunos, uma atividade física disfarçada de dança, num variado repertório pegando de meados dos anos 70 aos dias de hoje.

Como você se imagina daqui há 10 anos?
Pergunta difícil! Talvez esteja continuando a fazer pessoas felizes através da arte e tocando minha escola de dança.

1,012 total views, 1 views today

(Visitado176 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Rita de Cássia Costa
Sou uma estudante de jornalismo estereotipada: curiosa por natureza, leitora frenética e apaixonada pelo contato humano. Tenho um interesse todo peculiar por economia, política, moda, cinema e tudo o que me transmite um novo frescor.
Rita de Cássia Costa

Latest posts by Rita de Cássia Costa (see all)

05-05-2016 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas