Vacina: entenda os benefícios

Evitar doenças é ainda o método mais barato para conter epidemias

0
VACINA-12

Vacinas são as melhores medidas profiláticas existentes | Foto: Divulgação

 

O termo “profilaxia”, na medicina, é usado para designar um conjunto de medidas que visam a prevenção de doenças ou mesmo o ramo da medicina que estuda a prevenção das doenças (no grego, prophýlaxis significa cautela).

Uma doença tem um ou mais agentes causadores (vírus, bactéria ou fungos). Estes necessitam, de alguma maneira, interagir com o organismo para gerar a doença.  Desta forma, qualquer medida que procure impedir esta interação pode ser chamada de medida profilática.

Hoje em dia, uma das melhores medidas profiláticas diante de algumas doenças é a vacinação. Dependendo das vacinas, elas precisam ser administradas de uma a quatro doses. Em alguns casos, é preciso ser feito reforço alguns anos depois, como é o caso, por exemplo, do Tétano.

As vacinas evoluíram muito ao longo dos anos e hoje é possível ter algumas vacinas conjugadas em uma só. Isso minimiza o número de aplicações no paciente. Outra evolução são as vacinas acelulares que praticamente não causam nenhum efeito adverso (febres, dores locais e inchaço no local da aplicação).

Graças à vacinação, algumas doenças foram erradicadas em nosso pais, como varíola e poliomielite.

Desta forma, a melhor forma de se prevenir contra um grande número de doenças é a vacinação. Consulte o seu médico e veja se sua carteira de vacinação está em dia.

Outro ponto extremamente importante sobre as vacinas é o modo como elas são armazenadas, pois isso será determinante para imunização do paciente. Isso porque, se a vacina não for acondicionada na temperatura correta (entre +2 e +8 °C), ela pode perder sua atividade. Ou seja, o paciente é vacinado, mas não imunizado.

Para solucionar esse problema, nossa clinica conta com Câmaras Refrigeradas monitoradas 24 horas por dia, com circulação interna de ar garantindo que a temperatura seja igual em todo seu interior. O mais importante delas é que possuam nobreak, o que possibilita a elas funcionarem por até 48 horas sem alimentação externa de energia. Isso garante que todas as nossas vacinas estejam frescas e ativas, garantindo, assim, a imunização de todos os nossos pacientes.

1,065 total views, 1 views today

(Visitado77 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Pablo Soares

Pablo Soares

Biólogo com Mestrado e Doutorado em Bioquímica pelo Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ.
Pablo Soares

Latest posts by Pablo Soares (see all)

17-06-2015 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas