Despoluição do Canal das Taxas

Movimento criado por Antonio Melo e Raphael Lima busca melhorias para a região

0
Raphael Lima explica a importância do movimento de despoluição do Canal da Taxas | Crédito: Divulgação

Raphael Lima explica a importância do movimento de despoluição do Canal da Taxas | Crédito: Divulgação

A despoluição do Canal das Taxas se faz necessária. Raphael Lima e Antônio Melo, fundadores do movimento que pleiteia a despoluição do Canal, lutam incansavelmente para que os moradores unam-se em prol da causa. Lutam também para que os órgãos responsáveis, como a Cedae, façam a sua parte. Confira a entrevista com Raphael Lima.

 Utilità: Quais são as medidas emergenciais que precisam ser tomadas para salvar o Canal das Taxas?

 Raphael Lima: Duas grandes medidas precisam ser tomadas, a primeira é a que irá gerar a maior percepção dos moradores, que é a dragagem do canal, retirando todo o lodo de esgoto que foi acumulado durante anos. Trará nova vida ao canal e diminuirá consideravelmente o mal cheiro. A segunda está vinculada à Cedae, que tem que rever o sistema de coleta de esgoto, acabar de uma vez por todas com os constantes vazamentos de esgoto no Canal das Taxas e com as falhas nas estações elevatórias, que despejam esgoto direto no canal.

Situação do Canal das Taxas é alarmante | Crédito: Mario Moscatelli

Situação do Canal das Taxas é alarmante | Crédito: Mario Moscatelli

Utilità: A comunidade local está abraçando a causa?

 Raphael Lima: Os moradores abraçaram a causa, literalmente, quando fizemos um “abraço ao Canal das Taxas” e tivemos a participação de milhares de pessoas no ato às margens, fazendo o abraço simbólico ao canal. Além disso, já contamos com mais de 5 mil assinaturas encaminhadas ao Ministério Público e temos mais de 2.600 seguidores na página do movimento.

Utilità: Vocês conscientizam os moradores?

Raphael Lima: Quero falar da importância que tem a participação coletiva e do interesse que os moradores devem ter para descobrirem a causa da poluição. Às vezes, os moradores convivem com a poluição há anos, mas não sabem a causa do problema. Temos que ter essa preocupação e nos informar como funciona o sistema de esgoto de nossa residência e da nossa rua. Sabendo como funciona o sistema, saberemos quando acontece uma falha e saberemos a quem cobrar. O movimento de despoluição do Canal das Taxas tem feito isso há anos, explicando aos moradores como funciona o sistema de esgoto do Recreio e como acontecem as falhas que tanto poluem o nosso canal. Por isso o movimento é crescente, quanto mais os moradores se interessarem em saber a causa da poluição, mas eles se tornarão ativos na luta pela despoluição do canal.

Utilità: Vocês irão se reunir quando? Quais são os próximos passos?

Raphael Lima: Muitos moradores têm nos procurados solicitando uma nova “manifestação”, ou seja, um novo abraço ao Canal das Taxas. Esse pode ser o próximo passo, caso o Estado e o Município não assinem o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público ainda este ano.

Utilità: As autoridades locais estão a seu favor?

Raphael Lima: As autoridades ambientais demoraram anos para perceber o problema, mas notamos que algumas iniciativas foram tomadas este ano. O novo secretário Estadual de Meio Ambiente tem dado atenção ao problema e se mostrou interessado em resolver e a prefeitura iniciou estudos para uma possível dragagem do canal. São iniciativas administrativas interessantes, mas que ainda não se transformaram em ações concretas e por isso vamos continuar cobrando.

1,465 total views, 2 views today

(Visitado162 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Leandro Amaral
Jornalista, fotógrafo, carioca, apaixonado por esportes e pelo Vasco!
18-11-2014 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Desenvolvimento evo.ag.
Pular para a barra de ferramentas