Dudu Nobre é o entrevistado

Cantor, compositor e viciado em música, Dudu Nobre tem outros hobbies como as lutas

0
Rei do Cavaquinho Dudu Nobre em um animado bate-papo com a Utilità

Rei do Cavaquinho Dudu Nobre num animado bate-papo com a Utilità / Crédito: Divulgação

A paixão de Dudu Nobre pelo cavaquinho não só foi à primeira vista, como teve início bem cedo. Logo aos cinco anos, esse filho de um engenheiro e de uma camareira começou a aprender o instrumento, que passou a ser um companheiro inseparável nos palcos ao redor do mundo. Ainda na infância, chegou a fazer piano clássico. Mas a consagração do cantor e compositor carioca veio no ritmo do samba.

Com 12 anos de estrada e 37 de vida, o pai de Thalita, Olivia e João Eduardo conquistou o público com sucessos como “Tempo de Dom-Dom”, “Goiabada Cascão” e “A Grande Família” – e está em turnê pelo Brasil, lançando o novo trabalho “O Samba Aqui já Esquentou”. Morador da Barra e afilhado musical de Zeca Pagodinho, Dudu gosta da infraestrutura do bairro, mas seu programa preferido é mesmo ficar em casa, curtindo a família. Confira a entrevista com o pagodeiro.

Utilità: Há quanto tempo você mora na Barra?

Dudu Nobre: Morei nove anos no Recreio e estou há dois na Barra.

Utilità: Por que escolheu o bairro?

Dudu Nobre: Pela segurança, pelo estilo de vida, totalmente diferente dos outros bairros, como os da Zona Zul, por exemplo. Gosto muito da infraestrutura que a Barra oferece. Temos praticamente tudo por aqui.

Utilità: Do que mais gosta no bairro?

Dudu Nobre: Da segurança.

Utilità: O que costuma fazer nas horas vagas?

Dudu Nobre: Gosto de praticar lutas. Mas meu programa preferido é ficar com a família e, por exemplo, assistir a desenhos animados com minhas filhas, como o ‘Beckyardigans’.

Utilità: Você tem algum cantinho preferido no bairro?

Dudu Nobre: Gosto dos bons restaurantes que a Barra oferece, mas meu cantinho preferido é mesmo a minha casa.

Utilità: Existe algo que você gostaria que mudasse na região? Por quê?

Dudu Nobre: Sei que o tema é polêmico, mas gostaria que a ponte-aérea fosse no aeroporto da Avenida Ayrton Senna. Muita gente é contra, mas adiantaria a vida de muitos.

Utilità: Desde quando você pratica lutas?

Dudu Nobre: Desde os 12 anos. Fiz judô bem novinho, parei com 14.  Na adolescência também fiz muay thai, mas parava,  não dava continuidade.

Utilità: E qual o grande barato de praticá-las?

Dudu Nobre: Eu era meio estressado, e a luta me deu uma acalmada, se você está estressado, você alivia na luta. Recomendo a todo mundo. Saio das aulas mais leve. Hoje faço jiu-jitsu e estou na adrenalina de fazer boxe. Uma coisa leva a outra.

Utilità: Qual o maior motivo de orgulho em sua carreira?
Dudu Nobre: Ter consolidado, com muito trabalho, uma carreira de 12 anos.

 

 

 

 1,143 total views,  2 views today

(Visitado205 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Leandro Amaral
Jornalista, fotógrafo, carioca, apaixonado por esportes e pelo Vasco!
13-10-2014 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas