Torcida, torcedor ou jogador?

0
torcida, torcedor ou jogador

Você se faz ser visto pelo mercado? | Foto: Divulgação

Assistindo aos jogos da Copa e observando o espetáculo das torcidas, algo me chamou muito a atenção, o show da torcida. Visto de longe, as camisas das respectivas seleções formam um bloco homogêneo. Mas quando o cinegrafista dá um zoom, é possível ver os torcedores mais tradicionais até os mais inovadores com caras pintadas e fantasias.

O mercado corporativo lhe enxerga? Quando veem de longe, você é mais um na multidão ou se destaca? E quando fecham o zoom em você? O que é que veem?

Tenho percorrido empresas e turmas de MBA proclamando que o mercado brasileiro carece de pessoas autênticas e corajosas. Sim, pessoas dispostas a serem elas mesmas, porque o amor ao dinheiro tem aniquilado histórias maravilhosas que nunca tiveram um desfecho.

“As pessoas freqüentemente tentam viver vidas de trás pra frente: tentam ter mais coisas, ou mais dinheiro, para poderem fazer mais daquilo que gostam, para que assim, possam ser mais felizes. A coisa funciona ao contrário, na verdade. Você precisa primeiro ser quem realmente é, então fazer aquilo que realmente tem que fazer, para ter o que deseja.” Margaret Young 

Num mundo onde tudo se copia e cola, como ser autêntico? Como ser autêntico resistindo a tentação de não se comparar com todas as pessoas que temos em nossos contatos no Linkedin e Facebook?

Eu tenho duas orientações para compartilhar com você: coragem e autenticidade. A raiz da palavra coragem é cor, que é a palavra em latim para coração. Originalmente, significa “falar o que se pensa abrindo o coração”. Com o tempo, o sentido original foi se descaracterizando e mudou para heroísmo. O mundo não precisa de heróis, mas pessoas com coragem para serem sinceras principalmente com si mesmas. Coragem para enfrentar as próprias vulnerabilidades. Seja aliviado e dispensado da missão frustrante e impossível de ser perfeito.

Segundo a professora Ph.D Brené Brown “Autenticidade é a prática diária de abandonar quem nós pensamos que devemos ser e assumir quem somos.” É justamente aqui que reside o desafio principal, compreender quem de fato você é. Não me refiro aqui ao que as pessoas acham que você é, mas aquilo que há no seu interior e só você e Deus sabem. Pare um pouco hoje, reflita sobre quem você tem sido e quem você deseja ser. Busque um pouco mais dentro de você, porque reflexões como essa somente são eficazes se feitas de dentro para fora.

E você deve estar pensando o porquê deste artigo. É simples: personagens encenam um espetáculo e pessoas o vivem. Tem muita gente assistindo ao espetáculo da vida ou apenas encenando. O meu desejo é que você saia da torcida e seja o artilheiro desta partida maravilhosa, desafiante e intrigante que é a vida.

640 total views, 1 views today

(Visitado38 vezes, 1 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Robson Vitorino

Robson Vitorino

Robson Vitorino é professor do IBMEC, palestrante e consultor na área de Gestão de Pessoas e Liderança. É sócio-diretor da Maxta Consultoria e Treinamento.
10-10-2014 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Desenvolvimento evo.ag.
Pular para a barra de ferramentas