Relação pintor e contratante – amor e ódio

0
relação pintor e contratante

O trabalho do contratado é o que fica | Foto: Divulgação

Confiança, decepção, surpresa, amizade, incomodo, alívio e raiva são sentimentos oriundos da presença de um pintor em casa executando seu trabalho. Este profissional, que hora foi indicado pela família, pelos amigos ou mesmo uma loja de tinta, adentra sua casa para uma permanência de, em média, 45 dias mudando toda rotina do seu lar.

Na contratação, tudo parece que será simples e rápido, porém, quando o tempo passa, se vê que não era como se imaginava…mas se inicia uma relação mais próxima com este profissional. Se forma uma pseudoamizade, arma que criamos inconscientemente para tentar manter a paciência e calma nos percalços da empreitada contratada.

Acabou a tinta, falta lixa, tem fita crepe ?  São fatos corriqueiros que acontecem depois de já se ter comprado uma lista de material onde se acreditava ser completa, e lá vai perder seu precioso tempo para ir a uma loja para comprar o que faltava para o trabalho daquele dia.

A empregada do lar reclama da poeira e do cheiro, condena o pintor, porém, não deixa de oferecer água, suco ou mesmo um lanche, se preocupando o tempo todo com o bem estar daquele profissional, que acaba virando uma companhia diária para falar do cotidiano.

O filho pequeno já brinca com ele, chama-o pelo nome e quer sempre participar do trabalho ou se sujar de tinta de alguma forma…o pintor impede a brincadeira com paciência e um sorriso e puxa papo sobre futebol até que alguém resgata o arteiro de onde ele deveria ficar longe.

Os contratantes fazem uma vistoria diária no que foi feito e como está ficando aquele trabalho que colocou sua casa de pernas para o ar e já não veem a hora daquilo tudo acabar, elogia, chama a atenção para os detalhes e pergunta quando vai acabar, mas o efeito das cores e da limpeza das paredes já começam a brilhar nos olhos dos donos da casa.

O cachorrinho da casa, coitado! Se privou dos seus cantos preferidos, mas ganha um afago do pintor e fica louco para com passear com ele.

No final  do trabalho, a presença daquela pessoa na casa não deixará saudades, mas sua marca permanece nas novas cores escolhidas, na clareza das paredes e no bem-estar nos ambientes renovados, os amigos visitam e elogiam as mudanças, o trabalho bem feito (jamais criticam) e o sacrifício de ter a rotina alterada durante tampo tempo, aí o contratante percebe que tudo valeu a pena.

1,296 total views, 1 views today

(Visitado227 vezes, 2 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Rogério Botelho

Rogério Botelho

O artista plástico Rogério Botelho sempre vai ao encontro do inusitado a partir de experimentações, baseado em técnicas artísticas, estudos de composição, cores e tendências. Desenvolve novas aplicações para texturas e pinturas para valorizar as paredes, tornando-as verdadeiras obras de arte.
Rogério Botelho

Latest posts by Rogério Botelho (see all)

09-10-2014 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Desenvolvimento evo.ag.
Pular para a barra de ferramentas