Cintia Nascimento lança livro neste sábado no Recreio

0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Jornalista e pedagoga, a escritora mineira Cintia Nascimento lança seu novo livro, “Coisas e Crônicas”, no Recreio dos Bandeirantes no próximo sábado (3). O evento, que acontece na MP Tortas Boutique, de 16h às 19h, é uma oportunidade do público conversar com a autora, além de adquirir a obra. A capa, ilustrada pela obra “Infância”, de Waldomiro Sant’Anna, conta um pouco da temática de “Coisas e Crônicas”, que promete ser uma viagem nostálgica de boas recordações. Para saber mais, conversamos com Cintia. Confira:

Qual a proposta do seu livro? E como foi o processo de criação?

A proposta do livro é colocar em foco coisas sutis, e ao mesmo tempo tão importantes, que marcam a vida de qualquer um de nós. Ele propõe um olhar para o lado simples da vida, para o cotidiano que nos cerca. Alguns textos abordam hábitos, costumes e valores interioranos, tão presentes na minha infância passada em Minas Gerais. Outros propõem um questionamento sobre situações que permeiam o nosso dia a dia. Eu escrevo desde criança, mas o livro surgiu a partir do meu blog, “Coisas e Crônicas”, onde divulguei os primeiros textos. As pessoas então começaram a dizer que eles deveriam ser publicados e eu acreditei que seria uma boa ideia.

cintiacomlivro-interna

Foto: Divulgação

Gosto das crônicas porque elas permitem um tom direto, sem muitos rodeios, e colocam em foco a vida cotidiana. Quanto aos poemas, aprecio o jogo de palavras e rimas que constroem uma determinada ideia ou sentimento. Achei interessante reunir os dois gêneros em um só livro, já que a poesia é algo que está presente em todos os textos, de uma forma ou de outra.

Você acredita que sua formação como jornalista e agora pedagoga foram grandes influenciadores da escolha do tema?

Acredito que sim, pois o jornalista é um grande observador da realidade. Consegue ler nas entrelinhas e enxergar além daquilo que se mostra visível.

Como foi sua participação no processo de construção da obra com a editora? Quais as principais dificuldades nesse período de ansiedade?

Na verdade, tudo aconteceu muito naturalmente. Enviei os originais para a editora, de forma meio despretensiosa, e recebi a resposta de que o livro havia agradado e que seria publicado. Foi e está sendo um processo tranquilo, sem dificuldades. Um dos momentos mais marcantes foi a escolha da capa, que traz a obra “Infância”, do renomado artista Waldomiro Sant’Anna. Acho que esta etapa foi muito importante, já que a imagem consegue resumir muito bem o que o livro quer transmitir.

Por fim, qual é a sua expectativa para a recepção do público?

Espero que o leitor consiga sentir a verdade que coloquei em cada palavra do livro e que também reflita sobre as pequenas coisas que escrevem a nossa história de vida.

Ficou interessado no livro e quer participar do lançamento? Confirme presença no evento e saiba mais: http://bit.ly/2fP6Gg8

260 total de visitas, 1 visitas hoje

(Visitado40 vezes, 3 visitas hoje)

The following two tabs change content below.
Marly Wolf

Marly Wolf

Designer, nerd, interessada em mídias sociais e estudando interfaces. Adoro livros e cinema, não dispenso uma pizza e novas amizades.
01/12/2016 |

Deixe uma resposta

Todos os direitos reservados Utilità, Desenvolvimento evo.ag.